16 de julho de 2019

Probióticos aumentam a saciedade e melhoram a função intestinal

Você sabe o que são probióticos? Hoje vou te explicar porque eles são essenciais para manter a boa saúde digestiva e intestinal, prevenir doenças e aumentar a saciedade!

Além disso, você irá descobrir em que alimentos naturais você pode encontrar boas fontes de probióticos para inserir na sua rotina alimentar a partir de agora.

PROBIÓTICOS

O termo probiótico deriva do grego e significa “pró-vida”, sendo o antônimo de antibiótico, que significa “contra a vida”, interessante não é mesmo?

O fato é que os probióticos estão ganhando cada vez mais espaço nas pesquisas e estudos científicos relacionadas a prevenção de várias doenças e no controle da obesidade.

Probióticos são bactérias benéficas presentes principalmente no nosso intestino, elas são responsáveis pela absorção de nutrientes e por melhorar o sistema imunológico, tratamento de doenças inflamatórias, tratamento de alergias, intolerâncias alimentares e doenças intestinais.

Essas boas bactérias são capazes de:

  • Eliminar bactérias, leveduras e fungos ruins;
  • Produzir vitamina B12, butirato e vitamina K2;
  • Desenvolver enzimas que destroem bactérias nocivas à saúde;
  • Melhorar o trânsito intestinal e diminuir a constipação (prisão de ventre)

Além disso, pesquisas recentes mostram que eles ajudam no aumento e controle da fome, promovendo aumento da saciedade, e consequentemente auxiliando no processo de emagrecimento saudável.

Associar hábitos de vida saudáveis ao consumo de alimentos ricos em probióticos ajuda a emagrecer. Imagem (Divulgação)

ALIMENTOS RICOS EM PROBIÓTICOS

Veja quais alimentos você deve incluir na alimentação para aumentar a ingestão de probióticos:

  1. Iogurtes e Leites Fermentados

Estudos têm mostrado que o consumo regular de iogurte com probióticos pode nos deixar mais calmos, ao favorecer a redução de comportamentos de estresse e ansiedade. 

À primeira vista, pode parecer estranho haver relação entre um alimento e um estado de ânimo, mas pesquisas mostram que isso tem a ver com a ligação do intestino com o cérebro, ou o chamado eixo cérebro-intestino.

Sabe-se que há uma comunicação entre o trato gastrointestinal e o sistema nervoso central. É bem possível, portanto, que o equilíbrio da microbiota (também chamada de flora intestinal), possa favorecer o intestino e, consequentemente, o cérebro, por meio das ligações existentes entre ambos.

Mas atenção: nem todo iogurte tem probiótico. Para ser considerado um probiótico, é preciso comprovar aos órgãos reguladores (no caso, a Anvisa) que o microrganismo utilizado no produto desempenha um benefício específico e que o mesmo é seguro para consumo da população em geral. Uma marca que gosto bastante e que desenvolve vários produtos ricos em probióticos é essa AQUI.

Leite e Kefir
Os derivados do leite como iogurtes e Kefir são fontes de probióticos. Imagem: (Divulgação)
  1. Kefir

Semelhante ao iogurte, o Kefir é uma combinação única de leite e grãos de kefir.

Kefir é o nome dado ao leite fermentado produzido a partir da ação dos microorganismos presentes naturalmente nos grãos de kefir.

Seus grãos são capazes de fermentar diversos alimentos, como leite de vaca, leite de cabra, entre outros. Após a produção do kefir, os grãos podem ser reaproveitados e cultivados novamente.

Ele possui um sabor ligeiramente azedo e contém entre 10 a 34 variedades de probióticos. Você pode substituir o leite de vaca pelo iogurte de kefir, em preparações como cream chesse caseiro, panquecas, com frutas, queijo, sorvetes e muito mais. Inclusive ele pode ser consumido por algumas pessoas que são intolerantes à lactose.

Quer receber mais conteúdos como esse por email?

Então junte-se a mais de 500 mil pessoas que assim como você desejam melhorar sua alimentação:

  1. Kombucha

Kombucha é uma bebida probiótica feita a partir da fermentação do chá preto, verde ou infusões ricas em cafeína adoçados. Essa fermentação é propiciada pelo aglomerado de bactérias e leveduras (probióticos assim como os grãos utilizados no kefir).

Quando esses microrganismos são colocados em um recipiente, contendo uma mistura de chá e açúcar (mascavo ou demerara), eles transformam o líquido em uma bebida refrescante que fornece, além dos benefícios dos micro-organismos no seu corpo, diversos ácidos, probióticos e nutrientes excelentes para a saúde.

Diversas pesquisas indicam que o consumo regular de Kombucha está associado com os seguintes benefícios para a saúde: redução dos níveis de colesterol e pressão arterial, redução da propagação de câncer, o melhoramento do sistema imunológico, intestinal e do fígado.

O chá fermentado caseiro ou Kombucha também é fonte de probióticos. Imagem: (Divulgação)
  1. Mais Alimentos

Além disso, você pode encontrar probióticos em Legumes Fermentados como o Chucrute, o Kimchi que é um alimento coreano, o picles de pepino, ervilhas verdes naturais e o vinagre de maça.

Lembrando que esses alimentos devem ser inseridos na sua alimentação diariamente, e é necessária uma reeducação alimentar aliada a bons hábitos de vida e saúde.

Continue acompanhando conteúdos como esse no Canal do Youtube:

Beijos da Nutri, 

Vanessa Baad

Deixe seu comentário