20 de janeiro de 2020

Os 10 maiores ERROS que te IMPEDE de ganhar massa muscular

Ganho de massa muscular se apoia em dois pilares: prática de exercícios (orientada pelo profissional de educação física) e alimentação! Isso não é novidade! No entanto, muitas pessoas andam cometendo alguns erros que impedem o ganho de massa muscular, será que você é uma delas?

Por que você não ganha massa muscular? 10 principais erros!

1. Pré treino e pós treino inadequados

O pré treino é uma refeição que deve ser realizada com muita atenção, pois realizado da forma errada ele tem grandes chances de diminuir o potencial ergogênico do seu treino.

O horário também é super importante, já que a qualidade e quantidade dos alimentos vai depender disso. O pós treino também, diferente do que muitos acham ele não precisa ser um suplemento, nem apenas ser fonte de proteína. O equilíbrio e as quantidades adequadas para seu biótipo é o mais importante!

2. Negligenciar o jejum

É comum observar a prática de jejum intermitente em praticantes de atividade física, tanto com o objetivo de perder gordura quanto para o ganho de massa muscular. No entanto, quando o jejum é realizado de forma negligenciada pode ser prejudicial tanto para quem quer ganhar massa muscular quanto para quem quer perder gordura localizada. O jejum deve ser realizado de forma estratégica! A duração do jejum pode variar de acordo com o sexo e o objetivo alcançado, além disso, deve ser associado à combinação de alimentos inteligentes no desjejum. Fique atento!

3. Proteína e ingestão adequada

A maioria das pessoas que pratica atividade física já sabe que a ingestão de proteínas é algo essencial para potencializar o ganho de massa muscular. Porém o maior erro observado é a qualidade dessa proteína (e aí entra o conceito de valor biológico de cada proteína na dieta) e principalmente ingerir a quantidade adequada ao longo do dia (inclusive nos lanches).

Consumir proteína para ganhar massa muscular
Consumir proteína apenas no pós treino é um erro muito comum e pode atrapalhar seu ganho de massa muscular. Imagem: Divulgação

4. Achar que pode viver de frango e batata doce

O peito de frango é uma ótima fonte proteica, pois possui um baixo teor de gordura; a batata doce é um tipo de carboidrato complexo que evita o pico de insulina no sangue, mas não são as únicas fontes que podem ser utilizadas na rotina alimentar.

Se você quer ter resultados coloque em mente que deverá se alimentar bem a longo prazo e essa monotonia alimentar não é recomendada.

5. Cortar totalmente a gordura

O recomendado é que 20% a 30% da sua alimentação seja composta por gorduras, porém com as fontes insaturadas devem estar em maior proporção que as saturadas.

Cortando totalmente esse grupo alimentar você só vai conseguir diminuir a síntese adequada de testosterona (hormônio ergogênico essencial para o ganho de massa muscular).

6. Cortar todo tipo de carboidrato

Outro mito que vem agregado a muita falta de informação e conhecimento nutricional. Muita gente “acredita” que está cortando os carboidratos, mas muitas vezes está apenas evitando os carboidratos simples, que não seriam totalmente desprezados desde que incluídos em uma refeição com proporções e momentos adequados de cada tipo.

O carboidrato é nossa fonte de energia e precursor da síntese proteica, se você vive na carbofobia (medo de comer carboidrato) saiba que pode estar deixando de consumir algo super importante para o ganho de massa muscular.

7. Achar que suplemento faz milagre

suplemento para massa muscular
O erro da maioria das pessoas é acreditar que o suplemento é o único responsável pelo ganho de massa muscular. Imagem: Divulgação

Há suplementos muito bons e que são super úteis no planejamento alimentar, mas o erro de muitos é comprar por conta própria e tomar baseado em rótulos ou pesquisas próprias. Não comer bem e comprar vários tipos de suplemento é o caminho inverso da lógica. Primeiro você tem que organizar sua alimentação (procure um profissional especializado para isso), depois você investe em suplementos, caso seja necessário.

8. Não se importar com a hidratação

A hidratação é essencial tanto para ajudar a eliminar a gordura corporal quanto para o ganho de massa muscular. Saber qual a quantidade necessária para seu biótipo é super importante (nem todo mundo precisa consumir 2l por dia!). Outro ponto importante é que ao aumentar o consumo de proteínas seu corpo vai exigir uma maior demanda hídrica, sem isso seu metabolismo proteico fica prejudicado.

Quer receber mais conteúdos como esse por email?

Então junte-se a mais de 500 mil pessoas que assim como você desejam melhorar sua alimentação:

9. Não consumir fontes de fibras

As fibras ajudam a manter o intestino saudável. Isso é essencial para aumentar a absorção de vários nutrientes, em especial da proteína. Não adianta consumir o melhor tipo de suplemento proteico se você possui um intestino que não absorva bem esse nutriente. Seu Whey protein pode estar indo para o lixo.

10. Esquecer das vitaminas, principalmente das frutas e vegetais

Focar em proteínas e carboidratos, mas esquecer que vitaminas como a B6 é um grande erro. Vitaminas e fibras encontradas em frutas e vegetais são cofatores muito importantes para potencializar a ingestão das proteínas e macronutrientes

E aí, como será que estava seu comportamento alimentar para ganho de massa muscular? Aqui no Blog, tem uma matéria super bacana sobre o consumo da cafeína no exercício físico! Basta clicar aqui.

E tem mais! No Canal mais Saudável do Brasil tem muitos vídeos que te ajudarão a conhecer as estratégias para ganho de massa muscular. Um deles é sobre como secar sem perder massa muscular!! Confere aí

Beijos da Nutri,

Vanessa Baad 

Deixe seu comentário