30 de março de 2017

Fadiga crônica, e os alimentos que ajudam no tratamento

Olá pessoal!! Hoje vamos falar sobre cansaço!! Isso porque no corre corre do dia muitas vezes você não percebe, mas existe um limite onde o cansaço deixa de ser normal e se torna perigoso para saúde. Segundo o International Chronic Fatigue Syndrome Study Group, sentir quatro ou mais sintomas em pelo menos 3 meses pode ser um sinal de alerta.

Entre os sintomas estão: dor de garganta,dor de cabeça, nas articulações ou musculares, gânglios inflamados e dolorosos, comprometimento da memória e da concentração, sonolência mesmo após dormir bem e fraqueza intensa por mais de 24 horas depois da prática de exercícios são comuns nesses casos.

O diagnóstico da fadiga crônica vai muito além disso, existem exames de sangue que apontam marcadores para diagnosticar melhor esse quadro, porém se você identificou mais de quatro sintomas recorrentes no seu dia a dia vale a pena tomar alguns cuidados, principalmente com a alimentação.

Existem alimentos que devem ser incluídos na sua rotina alimentar, veja quais são os mais importantes:

Food with unsaturated fats

Vitamina B12 e Vitaminas do Complexo B

Vitaminas do complexo B desempenham um papel crítico na fadiga crônica, porque o corpo usa justamente essas vitaminas para metabolizar energia. E uma vez que muitas pessoas hoje em dia sofrem de anemia por deficiência de vitamina B, a suplementação com vitaminas do complexo B e vitamina B12 em particular, pode fazer toda a diferença para aliviar o cansaço e manter os níveis de energia elevados.

bees-honeyPólen de abelha

Considerado por muitos como o “alimento perfeito”, já que tem um equilíbrio único de enzimas benéficas, proteínas, aminoácidos, vitaminas e minerais, o pólen de abelha é outra excelente opção para aqueles que lutam com fadiga crônica. O efeito sincrônico do pólen de abelha e de nutrientes do mel podem ajudar a aliviar tanto o cansaço físico e intelectual, e fornecer energia duradoura ao longo do dia. Tanto a geléia real quanto o própolis da abelha, possuem benéficos para energia e saúde.

 Maca

Utilizada medicinalmente durante milhares de anos, principalmente na América do Sul, onde cresce abundantemente em altitudes elevadas, a maca é outro poderoso “superalimento” que normaliza hormônios e aumenta os níveis de energia. Elaé naturalmente rica em vitaminas do complexo B e minerais, por isso ajuda a aumentar os níveis de energia do corpo. Além disso, a maca contém substâncias únicas que estimulam as glândulas pituitária e o hipotálamo, que por sua vez beneficiam as supra-renais e a glândula tireóide. O bom funcionamento dessas glândulas é fundamental para a manutenção de níveis saudáveis de energia.

Vitamina C

 limãoA vitamina C é outro nutriente energizando poderoso com potencial incrível para erradicar sistemas de fadiga crônica. Mas, a suplementação oral típica com ácido ascórbico e outras formas comuns de vitamina C pode proporcionar benefícios apenas limitados, uma vez que apenas uma pequena quantidade de vitamina C termina-se a ser absorvido para dentro do corpo, enquanto o resto é eliminado. Por isso pergunte ao seu médico ou nutricionista qual melhor forma de vitamina C para suplementação.

Iodo

 Um ataque contínuo de produtos químicos de radiação e de flúor, combinada com a falta de alimentos ricos em iodo na dieta ionizante, deixou muitas pessoas modernas extremamente deficiente em iodo necessário. E é a deficiência de iodo que faz com que muitos deles a se sentir fraco, perpetuamente cansado, e desprovido de energia.

Esse acúmulo de flúor, radiação, brometo, e outras substâncias químicas substituem o iodo no organismo e podem perturbar gravemente a função da glândula, que por sua vez pode levar a fadiga crônica. Por isso incluir alimentos naturais e potencializadores da função tireoideana é tão importante para o tratamento dos sintomas de fadiga crônica.


Gostaram da matéria?

Não deixe de se inscrever aqui no blog 😉

Deixe seu comentário