9 de maio de 2019

Feijão: Por que faz tão bem para sua saúde?

Feijão! Ah, esse elemento típico da culinária brasileira, é uma fonte rica de nutrientes e benefícios para a saúde. Além de possuir nutrientes essenciais como vitaminas (a maior parte do complexo B), ferro, cálcio e proteínas, o fato de ser pouco calórico conta muitos pontos a favor do feijão.

Para você ter ideia, uma concha generosa do grão tem apenas 95 calorias. É menos do que tem um pão francês! Além disso, ele tem um poder de saciar a fome. Isso se explica: quando ingerimos proteína (e o feijão tem muita proteína vegetal), nosso cérebro entende que já estamos satisfeitos e que é hora de parar. Resultado: comemos menos e nos sentimos mais satisfeitos. Tem coisa melhor?

feijão cozido em panela
O feijão é um alimento muito comum na culinária brasileira e ele carrega muito poder nutricional. Imagem: (Divulgação)

Quer receber mais conteúdos como esse por email?

Então junte-se a mais de 500 mil pessoas que assim como você desejam melhorar sua alimentação:

Composição Nutricional do Feijão

No geral, os feijões apresentam, em sua composição, entre 60% a 65% de carboidratos, 16% a 33% de proteínas e fibras solúveis (aquelas que, em contato com água, formam um “gel” que dificulta a absorção de açúcar e gordura).

Se não bastassem todas essas propriedades, além dos grãos, o caldo do feijão também é nutritivo. Rico em minerais, o caldinho concentra até 73% dos sais, sendo recomendado o seu cozimento em panela de pressão, como o método mais eficiente para a retenção de ferro e zinco!

grãos de feijão
Independente da variedade do feijão, tanto o grão quanto o caldo possuem propriedades nutricionais importantes! Imagem: (Divulgação)

Benefícios do Feijão para sua Saúde

Existe muita gente que retira o feijão da alimentação por achar que estraga a dieta. Algo totalmente desnecessário. Dietas eficientes são aquelas que te fazem sentir bem e conseguem manter seu corpo trabalhando bem.

O consumo do feijão ajuda no controle de doenças como:

  1. Anemia;
  2. Diabetes;
  3. Obesidade;
  4. Doenças cardiovasculares (ex.: colesterol alto);
  5. Neoplasias (câncer);
  6. Doenças gastrointestinais.

Por último, vale lembrar que o correto é deixar o feijão de molho por pelo menos 8 horas para diminuir o teor de fitatos. Os fitatos diminuem a absorção de alguns nutrientes como o ferro e o cálcio, e se você tem problemas de digestão, essa prática vai acabar ocasionando desconforto gástrico.

Outra dica é acrescentar algumas gotinhas de limão, depois que seu feijão estiver pronto. Isso vai ajudar a absorver mais ferro e a diminuir a formação de gases (queixa muito comum). Ainda sobre o limão, confere aqui no Blog uma matéria sobre os 5 motivos para você começar a consumir limão agora! (Clique aqui)

Feijão com arroz é a combinação perfeita, ainda mais se for arroz integral. Mas pera aí, você ainda não sabe como acertar na preparação do arroz integral? Então, não deixa de conferir essa matéria. Clica aqui!

E com essa refeição deliciosa, será que ainda vale tomar líquidos? Não tenha mais dúvidas sobre isso: assista esse vídeo que preparei para você no Canal mais Saudável do Brasil!

Beijos da Nutri,

Vanessa Baad.

Deixe seu comentário